Mais um ano...



Sabe-se lá a que velocidade, mas passou mais um ano. Daqui a dois dias, faço anos.
Desde pequeno que me diziam que o tempo passava demasiado depressa. 
Mas, nessa altura, somos imortais e achamos que o tempo demora muito tempo. 
A verdade é que um ano desapareceu, quase à velocidade de um fast forward do comando da tv. 
Muitas vezes, sinto que há tanto para fazer, que me falta o oxigénio e vida para tudo.
Foi um ano de desafios, dias de muito sol e dias muito cinzentos – mesmo quando o sol brilhava lá fora. Foi um ano de lições de filosofia. Afinal de contas, são as horas amargas que nos dão valentes lições.
Foi um ano em que ousei. Arrisquei e estatelei-me ao comprido uma série de vezes. Mas, afinal de contas, o que seria disto da vida sem riscos? Seria qualquer coisa sem tempero e sem grandes histórias para contar (e recordar).
Venha mais um ano. Cheio de novas lições, de descobertas, de experiências, de perdições e de motivos que me façam continuar a amar a vida.


Paulo


Share:

0 comentários

Thank you!