2 0 1 7






Com ano de 2017 a fazer as suas últimas despedidas, é tempo de fazermos (quase inevitavelmente) um balanço do que foi o nosso ano.

No meu caso, não tenho grandes queixas a fazer deste ano e, por isso, já me sinto cheio de sorte.

Tive a oportunidade de crescer e de me reinventar algumas vezes numa série de aspetos durante este ano. Como é certo, isso também se traduziu aqui no blog e nas redes sociais.

Sinto que tenho tantas paixões e interesses que muitas vezes, torna-se difícil focar-me num só tópico, deixando-me confuso acerca do caminho que devo seguir.

Aprendi, acima de tudo, que temos de manter o nosso foco no que é o mais importante (cada um de nós sabe o que que considera mais importante para si), e não me dispersar tanto em coisas meramente acessórias.

Acreditem, tantas vezes damos tanta importância a coisas tão banais e a pormenores que nos impedem de progredir.

2017 também foi um ano em que saí da minha zona de conforto algumas vezes. Se assustou? Muito! Mas fui na mesma. E no fim, compensou. 

Também foi um ano em que tomei muitas decisões importantes aqui pelo blog.

Confesso-vos que é muito difícil resistir ao assédio das marcas. 

Honestamente, o número de recusas da minha parte, foi bastante maior do que os trabalhos que aceitei fazer. Porque sim, neste momento, o blog é um trabalho.

Não podemos desvirtuar a nossa visão, gosto pessoal e estética apenas porque sim. Até porque a visão que vos quero passar é sempre a mais honesta e próxima.

As marcas e serviços com quem tive a sorte de trabalhar este ano, foram todas escolhidas a dedo. Foram escolhas assentes no simples critério: usaria esta marca se não fosse uma parceria?

Já tenho alguns projetos novos para 2018, dois desde bastante importantes a acontecerem no primeiro trimestre do novo ano.

Votos sinceros de um 2018 cheio de desafios e de coisas boas para vocês, meus amigos.

Paulo

_______________________________________


With 2017 doing his last goodbyes it's time to (almost inevitably) take stock of what our year was.

In my case, I do not have any major complaints to do, so I feel lucky already.

I have had the opportunity to grow and reinvent myself a few times in a number of aspects this year. Of course this has also been translated here in the blog and social networks.

I feel that I have so many passions and interests that often, it becomes difficult to focus on a single topic, leaving me confused about the path I must follow.

I have learned, above all, that we must keep our focus on what is most important (each of us knows what to consider important), and do not disperse so much into merely ancillary things.

Believe me, so often we give so much importance to things so trivial and details that prevent us from progressing.

2017 was also a year when I got out of my comfort zone a few times. Got scared? Much! But I was the same. And in the end, it made up for it.

It was also a year when I made many important decisions here on the blog.

I confess that it is very difficult to resist brand harassment.

Honestly, the number of refusals on my part was far greater than the jobs I agreed to do. Because yes, right now, blogging is a job to me.

We can not distort our vision, personal and aesthetic taste just because yes. Even because the vision that I want to pass you is always the most honest and close.

The brands and services I was lucky to work with this year were all handpicked. They were choices based on the simple criterion: would you use this brand if it were not a partnership?

I already have some new projects for 2018, two quite important to happen in the first quarter of the new year.

Sincere votes of a 2018 full of challenges and good things for you my dearest friends.

Paulo

Share:

0 comentários

Thank you!