That´s amore!

Lembrei-me desta música.




Ao ouvi-la, fui de imediato catapultado para o cinema americano dos anos 30.

Aquele clássico puro. Aquele chic puro. Aquela aura de classe e glamour a flutuar em nuvem.

Outros tempos, bem sei. Mas, só poder ter acesso a este tipo de música, informação e fotos é, já por si só um mote para a inspiração.

Fazendo uma pequena contextualização histórica...

Os anos 30 trouxeram a feminilidade de volta.

O peito, que na década de 20 era escondido ao máximo, voltou a ter forma. As mulheres, passaram a recorrer ao sutiã e a uma espécie de cinta (as formas tornaram-se mais marcadas mas, ainda assim, naturais).

O enfoque deixou de ser as pernas de fora e passou-se a dar mais relevo às costa nuas (com decotes generosos). Até os vestidos usados durante o dia tinham este tipo de decote.




Em tempos de crise (lembra-vos algo?!), passaram a ser usados materiais mais baratos e muitas pessoas costuravam e faziam as suas próprias roupas. Curiosamente, Hollywood, foi um grande responsável pela "glamourização" dos costumes da época, tendo sido um importante difusor da moda de então.

Foi a grande época das divas do cinema como: Hepburn, Dietrich, Grabo, Harlow.


Na tela do cinema, podiam-se ver materiais luxuosos, como peles, musselines, lantejoulas, entre outros. Tecidos estampados eram usados muito raramente. O corte das roupas era simples, mas feito para valorizar o corpo das atrizes; decotes profundos, muitas transparências e plumas.


Deixo-me, dentro destes cenários "filmescos" algumas dessas figuras que inspiraram (e continuam a inspirar) tantas pessoas.

Disfrutem destas cerejas transbordantes de glamour.









Share:

4 comentários

  1. I follow you now!

    http://a-norwegian-blog.blogspot.com/

    ReplyDelete
  2. Adoro o Glamour desses tempo e, claro, Audrey Hepburn :)

    ReplyDelete
  3. Também eu, sou um fã confesso!

    ReplyDelete

Thank you!